Bem-vindo à PRAÇA SAUDADES DA TERRA

Terra, em várias línguas, significa o planeta Terra, a base de sustento da Humanidade e, talvez mais em Português, também o nosso cantinho de berço ou de adoção. Para os ilhéus é a Ilha.

Saudades é uma palavra que só na Língua Portuguesa assume esta expressão tão profunda e, mesmo em Português, para muitos, é difícil alcançar todo o sentimento que a palavra envolve.

Saudades da Terra foi o que Gaspar Frutuoso, ilustre filho da Ilha de São Miguel e vigário da então vila da Ribeira Grande, sentiu, no século XVI, enquanto estudava em terras de Portugal e Espanha, talvez o motivo para o título da sua grande obra literária.

Estas Saudades da Terra que muitas e muitas gerações de Açorianos sentiram e continuam a sentir após partirem para os quatro cantos do mundo, por motivos diversos, está na base da motivação para a realização da Praça e da peça de arte pública que domina este amplo espaço.

A obra é dedicada a todos os Ribeira-grandenses e Açorianos que, ao longo destes séculos, sentiram “SAUDADES DA TERRA”.

ALEXANDRE BRANCO GAUDÊNCIO

Presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande